Como reduzir impostos?

Ajuste Fiscal: O Que Significa Para o Brasil?
15 de julho de 2018
Show all

Já declarei várias vezes que tenho uma visão liberal econômica na questão de diminuição dos impostos, mas sei que não é apenas diminuir os impostos sem ao menos pensar em eficiência nos gastos.
Mas e aí!? Qual a proposta? Simplesmente acabar com eles? Mas aí você tem um aumento brutal do déficit público, aumento da dívida, inflação, etc…
Então, vamos diminuir os gastos públicos? Vamos, ótimo! Mas vai diminuir do dia pra noite também? Como faz?
Acho difícil, então temos que saber quais as prioridades. Onde dá pra tirar e onde dá pra manter. E se a diminuição dos gastos é gradual, então a diminuição dos impostos também deve ser, caso contrário – explosão do déficit público.
E ai? Temos que escolher então quais impostos ficam e quais saem? Tivemos alguns meses passados grande parte da população falando sobre diminuição dos impostos durante a Greve dos Caminhoneiros. Abaixou-se no Diesel e aumentou a gasolina. Se me perguntarem, imposto em cima de gasolina tá mais pro fim da fila dos impostos a se retirar. Principalmente pq existem externalidade negativas bem documentadas relacionadas a esse consumo especifico.
Não estou falando que aumentar o imposto da gasolina foi um acerto.
Só o que foi tratado foi priorização, minimização do dano econômico e do efeito em cascata. Isso se chama Inteligência tributária. As duas coisas podem e devem andar em paralelo.
Por um lado buscar retração de áreas onde atuação do Estado destrua mais valor (redução de gastos / impostos).
Por outro buscar que cada atuação dele seja mais eficaz. Inclusive melhorando essa tributação mongol que temos.
Perdemos uma ótima oportunidade aqui no Estado do Rio de Janeiro de demonstrar eficiência dos gestores na condução da redução do ICMS. Igualando o preço de 12% do ICMS no Diesel com nossos vizinhos de fronteira, como foi feito, fica evidente que precisamos de pessoas que conheçam, nem que basicamente, noção de Logística, lei da oferta e da demanda. Coisas básicas que são ensinadas em quase todas as modalidades das universidades.
E ficou mais uma vez comprovada que temos uma ALERJ cada vez menos preparada para lidar com questão tão importantes e prioritárias, que é tirar nosso Estado da crise através de uma boa gestão dos impostos recolhidos por todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *